sábado, 21 de julho de 2012

Como saber o que é um produto sustentável, nessa onda “eco” das empresas?

Compartilha

Procurar por selos certificadores é o caminho mais confiável.

Conversando com vários amigos e parceiros sobre “sustentabilidade” surgiu uma dúvida que acreditamos ser de todos nós na hora da compra. Com tanta oferta de produtos “sustentáveis” nas prateleiras, como saber se um produto é realmente sustentável? Com tantas informações e afirmações sobre ele?
De fato, alguns são, mas muitos outros pegam carona nesse rótulo apenas para tornarem-se atrativos. Porque claro, o tema sustentabilidade está na moda. Todo mundo quer parecerpoliticamente correto, e apelar ao meio ambiente é um prato cheio.
A Market Analysis, divulgou o resultado de uma pesquisa que incluiu 15 lojas, entre farmácias, supermercados e livrarias. E olha que resultado expressivo em um universo tão pequeno: 887 produtos possuíam esse apelo socioambiental!
Num supermercado de pequeno porte em São Paulo, foram encontrados cerca de 40 produtos sustentáveis. Em shopping centers e lojas de material de construção, os termos “eco” ou “planeta” estão por toda a parte! E sabe quem lidera a lista de produtos ecológicos? Cosméticos e produtos higiene pessoal. Essa idéia de ser natural atrai consumidores, ora por proteger o planeta, ora pelo fato de não agredir tanto a pele.
Nesse banquete de ofertas eco, os selos que atestam a veracidade são um bom caminho. Mas a melhor solução para não sermos enganados é buscar referencias da empresa e do produto que estamos adquirindo. As redes sociais na internet, também podem ajudar na busca de informações.

Alguns selos que podem ajudar na decisão por um produto mais eco-friendly.

E para finalizar, esclarecemos aqui para você:
O que é produto sustentável?
São aqueles que oferecem benefícios ambientais, sociais e econômicos. Ao mesmo tempo, se preocupam com questões de saúde pública, bem-estar social e ambiente, da extração das matérias-primas ao descarte final; Isso inclui maior índice de itens recicláveis e menor consumo de energia e de água nas etapas de produção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário